Se você está inciando no mundo da saboaria, esse post pode te ajudar muito! Vamos explicar o que é fazer sabão pelo método à frio ou cold process e te ensinar uma receita pra você conseguir aprender na prática.

E-book Introdução a saboaria natural – Cold Process

O QUE É COLD PROCESS?

Cold process é um modo de fazer sabão sem precisar de fonte de externa de calor. Esse método consiste em saponificar óleos vegetais, isto é, mistura-se a solução soda cáustica (hidróxido de sódio) pureza 99% com óleos vegetais. Posteriormente pode ser adicionado aditivos, como óleos essenciais, argilas e ervas.

Diferença entre os métodos cold e hot process

EQUIPAMENTOS E UTENSÍLIOS NECESSÁRIOS

O manuseio da hidróxido de sódio exige bastante cuidado, pois é um produto químico cáustico e, como sabemos, altamente alcalino. E quando misturado a água pode atingir temperaturas acima de 100°C ou mais. Portanto é necessário muita atenção para a escolha dos materiais que você vai usar para fazer seu sabonete e para a sua proteção.

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO
Óculos
Luvas
Máscara
Mangas e calça comprida

UTENSÍLIOS
Balança
Mixer (pode ser usado liquidificador ou batedeira)
Potes de plástico
→ Recipiente grande para fazer a mistura
→ Colher de aço
→ Espátula
Forma forrada com papel manteiga

MEDIR O PH DO SABONETE

A medição do pH do seu sabonete é de extrema importância. Os sabonetes feitos por cold ou hot process sempre apresentam pH entre 8 e 10.  Para medir o pH, podem ser usadas as fitas de pH, ou pHmêtro.
Há também essa alternativa caseira para a sua medição: http://www.ecycle.com.br/component/content/article/67/2357-faca-voce-mesmo-medidor-de-ph-caseiro.html

TEMPO DE CURA

A cura do sabonete é uma etapa extremamente importante para que seu produto final tenha a qualidade desejada, pois aqui ele perderá o excesso de água e se tornará uma barra de sabonete firme e resistente. Também durante esse período, ocorrem os últimos fragmentos de saponificação, tornando seu sabão muito mais agradável de usar.
O tempo recomendado é de 4 à 6 semanas.
Local adequado para a cura: área fresca e seca, com muita circulação de ar e protegido da luz solar direta. Posicione o sabão em linhas, certificando-se que as barras não estão se tocando.

USO DE CALCULADORA DE SABÃO

Hoje em dia temos a possibilidade incrível de usar uma calculadora para nossas receitas de sabão. Esse recurso calcula a quantidade necessária de água e soda para que os óleos que você escolheu serem saponificados, levando em consideração a especificidade do índice de saponificação de cada óleo.
Nós, do Espiral de Ervas, usamos a Calculadora Mendrulandia e temos um vídeo no nosso canal que explicamos detalhadamente como usá-la.

RECEITA EXEMPLO

Para elaborar nossas receitas normalmente usamos 80% de óleo líquido (óleo de oliva extra virgem) e 20% de óleos sólidos (óleo de coco extra virgem e óleo de palma refinado).
Muita gente tem dificuldade em achar óleo de palma ou não quer utilizá-lo, nesse caso você pode usar somente o óleo de coco, porém o sabonete perde um pouco a dureza, derretendo mais rápido em contato com a água. Então sugerimos o uso de alguma cera ou manteiga vegetal caso exclua o óleo de palma da sua receita.

IngredientesQuantidades em gramas
Óleo Vegetal de Oliva 470g
Óleo Vegetal de coco60g
Óleo Vegetal de Palma90g
Óleo Essencial Lavandin10g
Soda Caustica82g
Água desmineralizada ou destilada200g

RENDIMENTO
Receita total: 902 gramas
Sabonetes: 11 sabonete de 2 cm e 1 sabonete de 1 cm para teste.

TAMANHO DA FORMA
25 (comprimento) x 6,5 (profundidade) x 7,5 (largura)

PASSO A PASSO

  • Pese todos os ingredientes
    (Deixe pra pesar os óleos essenciais na hora que for usar, pois são muito voláteis) 
  • Misture a água e a soda cáustica, colocando sempre a soda na água, nunca o contrário. Deixe esfriar até que seja possível encostar suas mãos do lado de fora do recipiente (por volta de 45 ºC).
  • Derreta os óleos em banho-maria, e misture-os com a ajuda do Mixer, se for necessário.
  • Quando a mistura de soda esfriar, junte-a com os óleos e bata com o Mixer até atingir o trace (textura de maionese).
  • Adicione os óleos essenciais ou outros aditivos de sua preferência.
  • Coloque sua massa na forma, cubra com um pano limpe e seco e aguarde 48 horas para desenformar.
  • Depois de desenformar, corte o sabonete e deixe curar por 30 – 40 dias em lugar arejado e protegido da luz solar.

VALIDADE

A validade desse sabonete varia de acordo com a conservação. O ideal é que seja usado nos primeiros 6 meses, para usufruir de todas as propriedades. O sabonete natural não estraga depois de seis meses, porém seu aroma vai ficando mais fraco.
Para prolongar a validade, você pode adicionar Oleoresina de Alecrim e Vitamina E em proporção de até 0,5% do total de óleos da receita, são antioxidantes naturais.

DURABILIDADE

O sabão natural não contém aglutinante; substância sintética usada em sabonetes comerciais para evitar que derretam com a água. Portanto mantenha seu sabonete o mais seco possível. Recomendamos que você divida seu sabonete em 2 ou 3 partes para o uso, deixando apenas um pedaço no box.

Espero que vocês tenham gostado desse post, qualquer dúvida você pode deixar um comentário.

Assista o vídeo abaixo para você acompanhar o processo:

Publicado por:Espiral de Ervas

feito por Marcella Lemos e Ana Velho

47 comentários sobre “Como fazer sabonete natural Cold Process?

    1. Olá, Ronaldo!
      Para colocar outros componentes basta adicioná-los após utilizar o mixer, ou seja, depois que o sabonete atingir o “trace” (ponto de maionese). Sobre proteger os benefícios, algumas pessoas dizem que o método hot process (quando você aquece a mistura em panela elétrica ou double boiler) é o melhor cara proteger os benefícios dos óleos essenciais e ervas. Mas tenho usado o método cold process e os efeitos medicinais tem sido incríveis. Ao misturar muitas ervas é importante pensar na sinergia entre elas, principalmente com relação ao aroma!
      Quais ervas você tem em mente?

  1. olá, estou começando a fazer sabonetes veganos. Tenho prática em glicerinados, mas para atender ao público vegano,vou começara fazer com óleos vegetais. Depois de desenformar ele precisa de tempo de cura? Ou pode ser utilizado em seguida? Vi algumas receitas de 4 semanas de cura, e queria me programar para fazer estoque.
    obrigada

    1. Olá, Fabiane!
      Existem dois métodos para fazer o sabonete com óleos e manteigas vegetais:
      1) Hot process: não precisa de cura, depois que endurece está pronto para uso.
      2) Cold Process: precisa de cura de 4-6 semanas.

      Eu prefiro o método Cold Process, mas existem muitos pros e contras nos dois processos, recomendo uma pesquisa profunda antes de escolher um método.
      Abraços

  2. Olá! Primeiramente gostaria de agradecer por compartilhar a receita. Posso substituir a tintura de lavanda por óleo essencial de lavanda? A quantidade utilizada seria a mesma? Obrigada!

    1. Oi, Cezar!
      Quando eu comecei a pesquisar sobre sabonetes fiquei muito encucada com essa mesma questão.
      Você chegou a ler o link que explica o uso da Soda aqui no post? Acho que ele explica de uma maneira bem clara.
      O processo mais natural possível seria feito com cinza de fogueira, inclusive já assiste a produção dele (feito com banha animal, infelizmente). É bem lenta e o sabonete fica com um aspecto bem estranho. A soda caustica vai desempenhar a função da cinza como alcális, ou seja, um componente básico.
      O sabonete sólido é obtido a partir de um processo reacional denominado de reação de saponificação. Nessa reação, o óleo ou a gordura reage com o componente básico, formando um sal.
      A questão principal é que depois de reagir com o óleo, a Soda (NaOH) é completamente neutralizada e torna-se inofensiva.
      Nâo existe sabonete que não venha dessa reação quimica. O que vai determinar se o seu sabonete é natural ou não são os outros ingredientes.
      Os sabonetes convencionais possuem conservantes pesados, sulfatos, fragrâncias e corantes sintéticos. Os sabonete naturais utilizam óleos essenciais, ervas, óleos vegetais extras virgens e outros ingredientes saudáveis.
      Espero ter conseguido elucidar algo! Qualquer duvida pode perguntar.
      Abraços,
      Marcella

      1. Muito obrigado, estou começando no ramo da saboaria, mas é com os sabonetes glicerinados, mas confesso que estou me “apaixonando” pelos naturais, pois eles parecem ser bem mais benéficos que os sabonetes glicerinados e o fato de poder fazer o sabonete do zero como é o caso dos sabonetes naturais é bem mais prazeroso. Assim que começar a fazer minhas vendas dos sabonetes glicerinados vou partir para os naturais.

  3. Oi. Tentei fazer o sabonete e deu certo até a parte de colocar a tintura. Fiz como explicado no site com álcool de cereais e alecrim, mas o sabonete não deu certo. O que fiz de errado? Só dá certo com o de lavanda? Só fiz o da tintura, porque não tinha óleo essencial. Obrigado

    1. Olá, Denise!
      Algumas coisas podem ter acontecido.
      1) Você usou qual tipo de Soda? Ela tem pureza acima de 97%? Quando comecei tive algumas experiências frustadas por conta da Soda que tinha comprado no Mercado.
      2) Caso a Soda esteja ok, você usou exatamente 10 gramas de tintura? O alcool usado em excesso pode aguar o sabonete e impedir que ele ganhe firmeza.
      Você pode descrever melhor o que aconteceu com o seu sabonete? Se quiser manda uma email pra mim com uma foto e eu posso tentar te ajudar 🙂
      espiralervas@gmail.com
      Abraços

  4. Olá! Comecei a fazer sabonetes em casa usando base de glicerina, lauril e óleo de coco. Gostaria que vocês fizessem um post/video sobre esse jeito de fazer sabonete, ou se não for o caso tenho dúvidas sobre esse processo/materiais, vocês não fazem dessa forma por que é menos natural?

    1. Oi, Luna!
      Desculpa a demora para responder seu comentário.
      Bom, nós não usamos e não recomendamos de forma alguma o uso do Lauril!
      Pra mim o sabonete deixa de ser natural se possui esse ingrediente.
      Outra coisa que nunca trabalhei foi com base glicerinada pois é dificílimo encontrar bases orgânicas e naturais.
      Se você quiser começar a fazer sabonete usando a base procura pelo procedimento ” Melt and Pour” na internet.
      Abraços

  5. Olá bom dia!
    Muito bom seu vídeo e seu blog tbm.
    Ja fiz sabão algumas vezes e sempre fica aquela duvida en algumas situações E a maneira que vc se expressa é bem fácil de entender.
    Bom agora vai uma duvida ao invés de tintura ou óleo essencial se usasse um chá (extratos aqüoso) de ervas

    1. Olá, Ernesto!

      Obrigada pelo seu comentário.
      Eu já usei chá de camomila pra fazer sabonete. substituindo a agua pelo chá.
      Mas não senti cheiro de camomila no sabonete pronto.
      Uma alternativa muito legal é colocar as ervas secas no óleo vegetal e deixar por 30 dias, depois você coa e usa esse óleo para fazer seu sabonete! O aroma fica incrível! Você pode misturar aromas também!!
      Um abraço

  6. Olá! Eu estou começando agora a fazer sabonetes artesanais e nunca tentei os métodos hot ou cold. Minha dúvida é: Eu posso fazer uma base glicerinada com este método cold process para fazer meu sabonetes artesanais, onde eu possa aquecer a base e posteriormente adicionar os extratos e óleos que quiser?

    1. Não é possível fazer uma base glicerinada usando uma receita Cold Process. Para fazer uma base glicerinada, você precisa fazer pelo método Hot Process e, pelos meus testes, adicionar alguns ingredientes diferentes para obter um bom resultado como o óxido de zinco, pó de araruta e glicerina vegetal. Falaremos mais sobre esse processo na e-book de Hot Process.

    2. Olá Meninas, gratidão por nos ajudar nesta empreitada.
      Estou começando na arte da saboaria, fiz alguns curso, porém depois vi que não era meu propósito já que quero levar boa energia e conceito do natural artesanal.
      Aí conheci seu canal.
      Porém tô em duvidas com tamanho de formas de madeiras, para quantidade de massa do sabonete.
      Por enquanto tô nos estudos e comprando material para começar.
      Quais os tamanho da forma me indica.
      Muito obrigada por tudo.
      Jesus abençoe sua caminhada.
      Sucesso.
      Maria Dias

  7. Oi, floor!! Amo seus vídeos, me ajudam muito!!! Gratidão por compartilhar seus estudos com a gente <3
    Tenho dúvidas sobre a diferença entre o óleo de Oliva e o azeite de Oliva. Eu poderia utilizar o azeite nessa receita?

  8. A quantidade do óleo de palma e coco estão diferentes da receita postada aqui em cima no site e do vídeo no YouTube…qual é o correto?

  9. Oii !!
    Adquiri o ebook ds vcs (cold ,por enquanto)rsrs

    o termometro usado no cold ou hot, pode ser o culinario?

    no caso do cold, tem necessidade de termometro?

    1. Boa noite, meninas gratidão por compartilhar. Minha duvida é a durabilidade dos sabonetes e firmeza deles? Fica firme que nem os comuns que vemos nos mercados? Principalmente o Cold? Tenho a impressão que acaba tão rápido por ser natural kkk…aguardo retorno

      1. Olá Samanta, não ficam firmes como os industriais porque não contém aglutinante. O modo como você armazena seu sabonete natural conta muito para a durabilidade. É recomendado partir o sabonete em 2 ou 3 partes e levar apenas uma para o banheiro, além disso é importante não deixar juntar água debaixo do sabonete, por isso indicamos sempre o uso de saboneteiras vazadas.
        Tomando essas medidas o sabonete dura bem.

  10. Oi!
    O cheiro de Lavandin sumiu muito rápido nessa receita? (caso tenha, gostaria de saber a quantidade que eu poderia usar)
    E caso eu queira acrescentar capim-limão, qual a porcentagem indicada?
    Obrigada!!

Deixe uma resposta