Saber a validade e dicas de uso dos cosméticos naturais é muito importante pra você cuidar do seu produtinho e usá-lo da melhor forma possível.

Nós já sabemos que os cosméticos 100% naturais tem um prazo de validade menor, se comparados aos convencionais. Isso porque eles não possuem conservantes nocivos e aglutinantes industrializados.

Há um consenso de que a validade dos sabonetes naturais varia entre 6 meses a 2 anos, dependendo da fórmula. Sabonetes mais hidratantes, ou seja, com uma sobra de óleo maior ou óleos mais líquidos tendem a estragar mais rápido.

Uma forma de prolongar a validade desses sabonetes é utilizando o Oleoresina de Alecrim e a Vitamina E, que são antioxidantes naturais que impedem que os óleos oxidem e rancifiquem.
A Proporção de uso da Oleoresina de Alecrim: 0,2 – 0,5 gramas para 1000 gramas de óleo.
A Proporção de uso da Vitamina E: 1 grama para cada 1000 gramas de óleo

Pelas minhas observações, o sabonete, depois de 6 meses, começa a ficar com o cheiro mais fraco, principalmente se não tiver embalado. Possivelmente os óleos essenciais vão evaporando aos poucos.

Uma dica para evitar que seus sabonetes estraguem é mantê-los em local seco e arejado. A umidade pode acelerar o processo de oxidação dos óleos, fazendo com que o sabonete fique pegajoso e com um cheiro estranho.

O ideal é partir o sabonete em dois ou três pedaços e manter o pedaço que está em uso em uma saboneteira vazada, ou seja, que não acumule água. Evite deixar o sabonete exposto a luz solar direta, como por exemplo em janelas.

No calor, o sabonete tende a ficar mais mole, principalmente se for mais hidratante. Portanto, se você mora numa cidade mais quente priorize uma receita com mais óleos sólidos, pois esses óleos produzem um sabonete com mais dureza e portanto mais resistente ao calor e a umidade.

Além disso, respeite o tempo de cura (descanso) do seu sabonete! A cura é importante para que ele perca o excesso de água e se torne uma barra firme e mais resistente.

Se o sabonete começar a soltar óleo, ou seja, ficar pegajoso, você pode lavar essa primeira camada, conferir como está o aroma e se não te incomodar, você pode continuar usando. 

Vale a dica: Não estoque grandes quantidades de sabonete natural, compre ou produza a quantidade que você vai usar nos próximos 3 meses, assim você garante sua qualidade.

O pH levemente alcalino dos sabões naturais faz com que eles se auto preservem, pois as bactérias não conseguem se propagar neles. Mesmo assim, os óleos podem acabar rançando e dando um aspecto e aroma estranho.
Isso significa que o sabão pode ser considerado “melhor” se usado em apenas 6 meses. Mas não quer dizer que depois desse período se torne inseguro.

Por Marcella Lemos e Ana Velho.

Publicado por:Espiral de Ervas

feito por Marcella Lemos e Ana Velho

Um comentário sobre ldquo;Validade e Dicas de uso

Deixe uma resposta