Já fizemos receitas de shampoo para cabelos secos e para os oleosos, já fizemos condicionador sólido. E agora desenvolvemos o CREME DE PENTEAR VEGANO para completar essa tríade de cuidado com as madeixas.

Vamos entender um pouco sobre nossos ingredientes antes de fazer a receita?

Glicerina Vegetal: funciona como umectante e ajuda o cabelo a conservar sua umidade natural. 
ProCondition²² e o Emulsense HC: são os surfactantes/tensoativos catiônicos. Aumentam a lubrificação, o controle estático e a capacidade de pentear seu cabelo.

Componentes sintéticos

Isso não é um problema!
A grande questão é: Qual é a origem dessa sintetização? Como produzimos cosméticos naturais buscamos ingredientes sintéticos que sejam obtidos a partir da fermentação de vegetais. Nessa receita usaremos dois tipos diferentes de surfactante catiônico:
Emulsense HC ( Brassicyl Isoleucinate Esylate (and) Brassica Alcohol) 
ProCondition ²² (Brassicamidopropyl Dimethylamine)
A Brassica L. é um gênero botânico pertencente à família Brassicaceae: é uma família que agrupa numerosos géneros de plantas herbáceas, algumas das quais com elevada importância económica como hortaliças para a alimentação humana e produção de óleos e gorduras vegetais.

– Normalmente, o ProCondition é usado com adição de ácido cítrico para que seu pH seja neutralizado e seu efeito catiônico seja obtido. Já o Emulsense tem o pH bem ácido em torno de 3,5. Então, nessa receita usamos uma combinação de 1% de ProCondition com 4% de Emulsense. Assim obtemos um pH amigável: 4 e 5.
Álcool cetílico: trata-se de um álcool graxo sólido derivado do óleo de coco ou palmiste. Aumenta a substantividade do condicionador por adsorção à fibra capilar e contribue com adsorção pelo composto catiônico. Além disso, também contribui para consistência.
Manteiga de cacau: obtida da prensagem das sementes, é rica em óleo oleico, linoleico, esteárico e palmítico, vitaminas (sobretudo A, C e E), minerais e antioxidantes. A grande quantidade de ácidos graxos garante o restabelecimento da barreira lipídica, melhorando a retenção da água dentro dos fios, e protegendo dos danos externos, sendo especialmente útil para cabelos muito ressecados, mais grossos, cacheados e/ou crespos.
D Pantenol (Vitamina B5): ajuda a selar as cutículas, aumenta o brilho, hidrata e reduz a fricção.
Proteína de Baobá: oferece hidratação para nossos fios de cabelo e couro cabeludo. Colabora com condicionamento porque têm uma carga levemente positiva e faz o produto parecer um pouco mais sedoso ou macio. 
Nipaguard: Nipaguard (Sorbitan Caprylate (and) Propanediol (and) Benzoic Acid): atividade microbiana contra uma ampla gama de bactérias, leveduras e fungos. O USO DE CONSERVANTE NESSA RECEITA É ESSENCIAL.

Agora que já sabemos exatamente o que vamos usar e suas funções, bora pra receita?

UTENSÍLIOS
– Panela para banho maria
– Quatro recipientes
Mixer
– Espátula
– Vidros para armazenas o creme
Medidos de pH

INGREDIENTES

FASE 1
81,3% Água Desmineralizada
2% Glicerina vegetal
2%  Sumo de Aloe Vera/babosa

FASE 2
1% ProCondition ²²
4% Emulsense HC
2% Álcool Cetílico 
2% Manteiga de Cacau

FASE 3
0,7% Nipaguard
2% D-pantenol 
2% Proteína de Baobá 
0,5% Óleo Essencial de Alecrim
0,5% Óleo Essencial de Lavadin

Possíveis substituições:

Água desmineralizada/destilada por água normal: pode aumentar as chances de contaminação e diminuir a validade do produto. Além disso, pode haver alteração no pH final.
Glicerina: substituir por outro umectante 
Suco de Aloe Vera: substituir por água destilada ou hidrolato
ProCondition e Emulsense: não é recomendado substituir. Caso você tenha somente o emulsense, pode usar somente ele na concentração de 5%. Porém, será preciso ficar atento ao pH final para que esteja acima de 3,8. Se você tem apenas o ProCondition outras alterações precisaram ser feitas, lembrando que o limite de uso do ProCondition para produtos leave in e líquidos  é de 1%, segundo o fornecedor.
Álcool Cetílico: Pode ser substituído por Ácido Esteárico, mas eu prefiro o resultado com álcool cetílico. 
Manteiga de Cacau: pode ser substituída por outra manteiga de sua preferência.
Nipaguard: pode substituir por outro conservante, desde que seja adequado para a faixa de pH do produto.
D – pantenol: não conheço um substituto igual, mas você pode não colocar esse ingrediente e aumentar a quantidade de água
Proteína hidrolisada de Boabá: pode substituir por qualquer outra proteína hidrolisada. você pode não colocar esse ingrediente e aumentar a quantidade de água.

PASSO A PASSO

  • Pese todos os ingredientes
  • Junte os ingredientes da Fase 1 (aquosa), faça o mesmo com os da Fase 2 (oleosa), e também com a Fase 3 (aditivos e conservante, tampados para não evaporar)
  • Leve ao banho maria a Fase 1 e a Fase 2, espere derreter completamente a Fase 2 e aguarda mais alguns minutinhos.
FASE 1 E 2 EM BANHO MARIA
FASE 1 E 2 EM BANHO MARIA
  • Temperatura ideal em torno de 70º.
  • Para não perder o calor, coloque o copo do Mixer em banho maria também.
  • Comece bater a fase aquosa (1), e misture a fase 2.
  • Rapidamente o creme começa encorpar.
CREME ENCORPADO
CREME ENCORPADO
  • Mistura bem.
  • Aguarde o creme esfriar em torno de 45º e adicione os aditivos.
  • Bata mais um pouco para misturar a massa.
  • Higiene os potes onde for depositar o creme.
  • Faça o teste de pH. Resultado dos testes de pH para essa receita: 4-5
    OBS: Caso você altere alguma matéria-prima e seu pH precise de ajuste para ficar mais ácido, use uma mistura 50/50 de ácido cítrico e água destilada ou uma mistura 30/70 de ácido cítrico e água destilada para diminuir o pH. Adicione pequenas quantidades e refaça os testes.

Esperamos que você tenha gostado desse post, qualquer dúvida você pode deixar um comentário.

Assista o vídeo abaixo para você acompanhar o processo:

Publicado por:Espiral de Ervas

feito por Marcella Lemos e Ana Velho

22 comentários sobre “Creme de pentear vegano

  1. Vocês vão fazer esse creme de pentear pra venda? Tenho interesse! Ainda não me arrisquei a fazer, por falta de utensílios e medo de investir nas substâncias e errar na preparação. Sou do tipo que precisa de alguém pertinho pra aumentar a confiança. Aproveitando a deixa, sonho com um curso presencial de vocês aqui em BH. Um beijo! Obrigada por compartilharem tantos saberes de forma tão gentil!

  2. Sim! Eu quero ver mais fórmulas de creme de pentear
    Faz para cabelos com química e mechas, perrrrr favore!
    Lindas! Tudo que vocês fazem é maravilhoso!
    Bjsss

  3. Sobre o procondition – está em falta, não achei em nenhum lugar. Nem na Engenharia das Essencias, está fora de estoque. E o Emulsense, no caso de usar somente ele, como trabalhar com a Arginina para elevar o PH? Também não achei para comprar, só encontrei suplementos… Pra gente que é leigo em química fica complicado.

    1. Eu nunca trabalhei com a arginina, justamente por não encontrar ela pra comprar para uso cosmético. Estou cogitando comprar essa arginina de suplemento pra ver se funciona com o emulsense.
      O substituto pro procondition seria o armocare.

  4. Meninas, não há ajuste de PH nesta formula por conta de vocês usarem os dois surfactantes cationicos combinados? É isso?.

    Estou confusa porque o ácido cítrico corrige o Procondition, a L-Arginina corrige o Emulsense e o ácido lático corrige o Armocare. Estando Procondition com Emulsense ou Armocare com Emulsense, qual dos corretores de PH eu uso??

    Deu nó agora hein rs

    1. Oi, Renata!
      Então, normalmente nós usamos o ácido cítrico para baixar o pH do procondition e deixá-lo ácido e assim catiônico.
      Nesse caso, como estamos trabalhando com o Procondition que é um pouco mais ácido do que o ideal para um produto capilar, ele terá esse efeito de baixar o pH da fórmula. Usando essa combinação o pH final testou 4,5 e ñão precisou ser corrigido 🙂

  5. boa noite, adorei a receita mas fiquei com uma duvida, vc indica pra fazer o ajuste do ph a proporção de acido citrico de 50/50 ou 30/70 porem a proporção de diluição que recomendam é de 1/10…será que não teria problema fazer essa diluição com proporção maior como vc indica?

    1. Oi, Jade!
      Eu aprendi a fazer os ajustes com a solução de 50/50. Nunca tive nenhum problema, mas acho que você pode usar na proporção que você achar melhor. O importante é o pH chegar na faixa desejada.

Deixe uma resposta