No final do ano passado, a gente compartilhou uma receita de sabonete bem legal usando cerveja. E isso despertou em nós e também nos seguidores a curiosidade por outros tipos de sabonetes alcoólicos. Então, nos aventuramos com uma receita de sabonete de vinho tinto pelo método hot process.

Porque usar bebidas alcoólicas no sabonete?

A razão principal tem a ver com os açúcares presentes nessas bebidas que enriquecem bastante a espuma do sabão. Além disso, muitos saboeiros afirmam que ambos os sabonetes de cerveja e vinho também agregam propriedades calmantes para a pele. 

Sobre a preparação:
Logo depois de muitas e muitas pesquisas concluímos que fazer uma preparação do vinho antes seria uma questão de escolha. Algumas pessoas afirmam que ferver o vinho, assim como a cerveja, é muito importante para remover o álcool que essas bebidas contém. Contudo, nós já fizemos o sabonete de cerveja sem remover o álcool e o resultado foi maravilhoso. Então, preferimos conservar o aspecto alcoólico da nossa receita e também escolhemos congelar o vinho antes da receita.

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO

Luvasóculosmáscara, mangas e calças cumpridas

UTENSÍLIOS
1) Balança
2) Mixer
3) Panela de aço inox
4) Recipiente de polipropileno
5) Colher de aço
6) Espátula
7) Fouet
8) Forma forrada com papel manteiga
9) Termômetro Infravermelho
10) Fita de pH

INGREDIENTES
400 g Óleo de Oliva
100 g Óleo de Cártamo (pode substituir pelo de Oliva)
100 g Óleo de Coco 
130 g Óleo de Palma Refinado
22 g Lactato de sódio (opcional – sal líquido que ajuda a endurecer o sabão)
98 g Soda Cáustica 99% de pureza
240 g Vinho congelado em cubos de gelo
50 g Vinho para colocar no final da receita
7 g Óleo essencial de Patchouli
5 g Óleo essencial Gerânio
2 g Óleo essencial de Ho wood

OBS: Caso você vá fazer essa receita em Cold Process, coloque todos os cubos de gelo no começo.

PASSO A PASSO

  1. Primeiramente congele o vinho tinto com antecedência (48 horas no freezer) em fôrma de silicone ou similar;
  2. Pese os ingredientes;
  3. Depois disso, esquente os óleos até derreter;
  4. Misture o vinho com a soda cáustica diluindo completamente (aqui ela chegou a 45ºC);
Diluição da Soda Cáustica com o Vinho Tinto
DILUIÇÃO DA SODA NO VINHO TINTO

5. Despeje a lixívia sobre os óleos e mexa com o mixer até chegar ao trace;

Lixivia adicionada aos óleos e mixada para chegar ao trace
MISTURANDO A SOLUÇÃO DE SODA COM OS ÓLEOS

6. Caso a temperatura caia, volte com a massa para o fogão para atingir 100ºC novamente ;

7. Mexa vigorosamente a massa para não grudar no fundo da panela e esquentar homogeneamente (a massa cozinha a 85º no fogão);

APARÊNCIA DE COZIMENTO
APARÊNCIA DE COZIMENTO

Obs: Se a potência do seu mixer for pequena e você achar que ele pode superaquecer, fouet ou espátula são boas opções para mexer a massa.

  1. Coloque o restante do vinho líquido para tornar a massa mais fluida de mexer;
  2. Volte com a panela ao fogo para compensar a temperatura do vinho e evaporar o álcool restante;
  3. Mexa vigorosamente para a massa não queimar e nem ficar heterogênea (pedaços mais cozidos que outros) quando estiver no fogo;
  4. Faça o teste de pH;
  5. Enfim, adicione os óleos essenciais e o lactato de sódio na fase gel.
TESTE DE ESPUMA
TESTE DE ESPUMA

VALIDADE

A validade desse sabonete varia de acordo com a conservação. O ideal é que seja usado nos primeiros 6 meses, com o fim de usufruir de todas as propriedades. O sabonete natural não estraga depois de seis meses, contudo seu aroma vai ficando mais fraco.

DURABILIDADE

O sabão natural não contém aglutinante, ou seja, uma substância sintética usada em sabonetes comerciais para evitar que derretam com a água. Portanto mantenha seu sabonete o mais seco possível. Recomendamos então que você divida seu sabonete em 2 ou 3 partes para o uso, deixando apenas um pedaço no box.

Por fim, assista o vídeo para acompanhar o processo:

Em suma, tomara que você tenha gostado desse post e qualquer dúvida ou sugestão é só deixar um comentário.

Enfim, a gente se vê no próximo post! Até lá. 

Por Marcella Lemos e Ana Velho.

Publicado por:Espiral de Ervas

feito por Marcella Lemos e Ana Velho

3 comentários sobre “Sabonete de vinho tinto – Hot Process

  1. Bom dia, estou com dúvidas sobre os óleos de Palma. Já entendi que óleo de palma e de palmiste são diferentes, mas e a gordura de palma e óleo de palma orgânico, é a mesma coisa, tem os mesmos efeitos?

    1. Sim, eles têm o mesmo perfil de ácidos graxos portanto oferecem as mesmas propriedades ao sabonete. A diferença é que o óleo orgânico de palma (prensado a frio) deixa uma coloração laranja e um aroma característico.

Deixe uma resposta