Olá, hoje iremos fazer um sabonete Cold Process 100% Coco com Linhas de Cacau. E agora quem estará coordenando nossos designs será a Ana, que usará de todas as suas aptidões artísticas manuais para que possamos aprender a fazer sabonetes mais delicados e elegantes. 

Óleo de Coco de Praia

O Óleo de Coco (Cocos nucifera L.) é inegavelmente um super queridinho de todos, e pode ser obtido de diversas formas. A princípio, a maior parte do óleo disponível comercialmente é extraída por um processo seco a partir da copra, que possui quantidades de óleo superiores a 60%. Assim sendo, essa copra é obtida por secagem da polpa em baixa temperatura, por secagem ao sol, ou ainda combinação das duas formas. Seguido então da prensagem para extração do óleo bruto, que passa por processo de refino, branqueamento e desodorização.

Além disso, também pode ser obtido pelo processo úmido, onde o óleo é obtido a partir de uma emulsão (conhecida como leite de coco) preparada por prensagem da polpa fresca com água. Dessa forma, a partir do leite de coco, extrai-se o óleo por aquecimento em temperatura controlada para evaporar a água da emulsão. Da mesma forma, pode ser obtido por um processo a frio, em que a emulsão é resfriada até cerca de 10ºC solidificando a fase orgânica, separando-a da água, e obtendo um óleo de melhor qualidade, o óleo de coco virgem.

Os principais constituintes presentes no óleo de coco são triglicerídeos formados por ácidos graxos predominantemente saturados e insaturados em quantidades menores. Essencialmente são encontrados os ácidos saturados láurico (C12), mirístico (C14), capróico (C6), caprílico (C8), cáprico (C10), palmítico (C16) e esteárico (C18), além dos ácidos insaturados oléico (C18:1) linoléico (C18:2), linolênico (C18:3), araquídico (C20) ou ainda araquidônico.

Nossa experiência

Conforme falamos aqui, os ácidos graxos mais abundantes no óleo de coco são láurico e mirístico, que contribuem para um sabão mais duro, com espuma abundante e macia, e um alto potencial de limpeza. Por conta disso, sempre que é calculado um sabonete 100% coco para higiene pessoal, usamos um superfat alto, entre 20 e 30%, a fim de reduzir os impactos do ressecamento que esse alto potencial de limpeza proporciona. Sem dúvida, o resultado final é um sabonete super condicionante, que traz muita hidratação e emoliência para a pele.

ATENÇÃO!

Lembramos que nessa formulação você pode substuir o Óleo de Coco de Praia por Óleo de Coco Babaçu, Palmiste ou Licuri sem precisar recalcular a Soda. Isto acontece pois todos estes cocos possuem Índice de Saponificação semelhantes, e o alto superfat acaba absorvendo quaisquer diferenças no cálculo. Essas substituições não afetam negativamente a qualidade do sabonete.

O 100% coco é nosso queridinho, já fizemos ele aqui pelo método Hot Process, e com o inverno chegando, nossas peles pediram muito por ele. Resolvemos fazer pelo Cold para tentar fazer um design diferente, já que sabemos que o sabão 100% Coco tende a endurecer mais rapidamente que outras formulações (ainda mais no Hot Process). A intenção inicial era tentar fazer uma linha completamente reta embaixo e a de cima mais rústica, mas não conseguimos executar ela completamente retinha. 

Mesmo assim, amamos o resultado! A linha de cacau deu o charme total à barra, já que ficou parecendo um coco de praia de verdade. Agora ele vai pra cura, estamos super ansiosas para usá-los, mas a gente aguenta!

Trabalho em equipe sempre agrega!!! Se necessário peça ajuda!!

Equipamentos de Proteção individual

Luvas, óculos, máscara, mangas e calças compridas.

Utensílios

1) Balança

2) Mixer

3) Panela de aço inox

4) Recipiente de polipropileno

5) Colher de aço

6) Espátula

7) Fouet

8) Infusor de Chá Inox

9) Fogão elétrico

10) Termômetro Infravermelho

11) Fita de pH

Receita Cold Process 100% Coco com Linhas de Cacau

91g de Soda Cáustica   

211g de Água Destilada

730g de Óleo de Coco

12,8g de Óleo Essencial de Lavandin Grosso

7,7g de Óleo Essencial Wintergreen

5,05g de Óleo Essencial de Olíbano

Cacau em pó

Concentração de Soda: 30%                 

Sobreengordurante: 30%

3,5% de Óleos essenciais  = 25,55 g (Blend com 50% Lavandin / 30% wintergreen / 20% olíbano).

Passo a Passo

Primeiramente pese todos os ingredientes e deixe tudo separado e organizado na bancada. Derreta seu óleo de coco e despeje no recipiente que será feito o sabão.

Óleo de Coco derretido
Óleo de Coco derretido

Após o preparo correto da Soda com água (lixívia), e ela já ter esfriado à temperatura ambiente, despeje suavemente a solução no óleo de coco.

Despejando a Lixívia no óleo
Despejando a Lixívia no óleo

Use o Mixer para bater a mistura até que se forme um traço fino. Intercale alguns segundos pulsando e alguns segundos mexendo manualmente para ter maior controle da massa.

Mixando nosso Sabonete
Mixando nosso Sabonete

Observe a emulsão se formando, em um traço fino de massa de sabão.

Formação da emulsão
Formação da emulsão

Como acabamos nos envolvendo com a filmagem e fotografia, a massa acelerou e acabamos deixando chegar ao traço grosso, o que nos impossibilitou de fazer uma linha completamente reta.

Traço grosso
Traço grosso

Adicione uma camada de massa e uniformize ela de acordo com o seu gosto com uma espátula.

Primeira camada de massa na forma
Primeira camada de massa na forma

Para facilitar a dispersão do pó de cacau, usamos esse utensílio de inox vendido em lojas de utilidades como sendo infusor de chá.

infusor inox
Abra e coloque o pó
infusor inox
Disperse cuidadosamente

Faça uma camada bem fina de pó, se ficar grossa demais quando for usar o sabonete ele pode separar as camadas.

Camada fina de cacau em pó
Camada fina de cacau em pó

Adicione cuidadosamente as próximas camadas de massa de sabão e intercale com cacau em pó até finalizar toda a forma.

Finalizando o acabamento no topo do sabonete
Finalizando o acabamento no topo do sabonete

Aguarde 24 horas ou até que a massa esteja firme o suficiente para cortar os sabonetes.

Corte individual dos sabonetes
Corte dos sabonetes

Validade e Durabilidade

A validade desse sabonete varia de acordo com a conservação. O ideal é que seja usado nos primeiros 6 meses. Nesse meio tempo, mantenha seu sabonete o mais seco possível, a fim de aumentar sua durabilidade. 

Olha o resultado final desse Cold 100% Coco com Linhas de Cacau, como ficou lindão gente!! O fato de termos iniciado nosso Cold Process em uma temperatura mais alta, também acabou contribuindo para que a massa tivesse o traço acelerado ficasse mais grossa. Se você quer fazer a linha bem retinha, indicamos que inicie usando óleos e lixivia entre 30 e 40ºC e controle bem o traço fino.

 Cold Process 100% Coco com Linhas de Cacau
Cold Process 100% Coco com Linhas de Cacau

Este outro sabonete foi feito pela nossa amiga Thais, do @focanosabão. Ela fez pelo método Hot Process e usou Coco Babaçu ao invés de Coco de Praia. Notem como o tom ficou ligeramente mais bege, por conta da coloração própria do Babaçu. E ao invés de usar Cacau em pó ela fez uma linha com Mica Dourada. Ficou lindão também né?

Hot Process 100% Babaçu com Linha de Mica Dourada
Hot Process 100% Babaçu com Linha de Mica Dourada

Enfim o que você achou destes sabonetes? Já fez um Cold Process 100% Coco com Linhas de Cacau? Você também fica ansiosa (o) durante o período de Cura do Sabonete?

Dá uma conferida nesse vídeo que fizemos sobre Cura de Sabonetes! É teu primeiro Cold? Esse post aqui também pode te ajudar.

Por fim, assista o vídeo para acompanhar o processo:

Em suma, tomara que você tenha gostado desse post e qualquer dúvida ou sugestão é só deixar um comentário.

Enfim, a gente se vê no próximo post! Até lá. 

Por Marcella Lemos e Ana Velho.

Referência Bibliográfica

Ines A. Santana. Avaliação Química e Funcional de Polpa de Coco Verde e aplicação em Gelado Comestível. Acesso em: 05 julho 2021.

Publicado por:Espiral de Ervas

feito por Marcella Lemos e Ana Velho

12 comentários sobre “Cold Process 100% Coco com Linhas de Cacau

  1. Olá Meninas, bom dia! Parabéns pelo trabalho lindo que vocês fazem!
    Na mendrulândia a quantidade de soda pra esta receita dá 91g.
    Podem me ajudar a entender? Fiz algo errado?

      1. Somente o óleo de côco. SF de 30 e concentração de 30. A quantidade de água bate direitnho com a da receita aqui, mas a soda não. Na calculadora dá 91g e não 102g.

  2. Oi Meninas!
    Assisti ao video ontem, e hoje mesmo fui fazer a minha experiência. Eu essa quantidade de oleo de côco que iria vencer em 4 meses, precisava usar rapido, ora dar tempo de usar todo o sabao antes da data de vencimento do oleo. Eu fiquei com receio por conta disso, e resolvi adicionar vitamina E tocoferol e oleo resina de alecrim, pra nao oxidar muito rapido. So que alterou a cor ( bom, era obvio, ne?). Fiz as linhas com uma mini peneirinha de cha, nao sei se consegui fazer fininhas. A segunda linha ficou muito no alto porque eu nao dividi bem a massa. Tentei tomar cuidado , mas o trace tambem foi rapido e dificultou a texturizacao do topo. Usei só umas gotinhas de OE de Alecrim e Cedro, pois eu queria quase neutro. Estou ansiosa p ver o resultado

    1. Oii!! Nesse post aqui colocamos um vídeo que explicamos bastante sobre o periodo de cura dos sabonetes. Dá uma olhadinha no link, que vc vai entender que nao existe um periodo fixo, e que o ideal é observar como o sabonete vai secando. Em geral cold se cura 30 a 45 dias, porém esse periodo pode ser mais longo ou mais curto… 😀

  3. Parabéns Ana, adorei te ver fazendo esse lindo cold process!
    Sempre vc por trás das câmeras…hahaha
    Marcela é super toop! Amo essa parceria de vocês!
    Sem comentários vocês, suas formulações, e o Canal Espiral de Ervas!🌵🌻🌿🍁❣👸👸

Deixe uma resposta