Olá, no post de hoje falaremos sobre Formas para Sabonetes. São muitas opções, entretanto cada uma com a sua particularidade. Decerto, quando estamos começando a fazer sabonete nós usamos formas reaproveitadas como caixa de sapato, caixa de leite e até potes de plástico forrados com papel manteiga.

Contudo, conforme vamos aperfeiçoando nossas receitas, buscamos formas mais bonitas e eficientes. Nesses 5 anos fazendo sabonetes já tive a oportunidade de testar algumas formas diferentes. E hoje falaremos um pouco mais sobre cada uma delas. 

Madeira

Em primeiro lugar vou colocar a minha preferida: a forma de madeira! No meu terceiro sabonete eu usei uma forma improvisada de madeira (feita de caixa de feira), e de fato, eu já notei diferença no processo de saponificação do sabonete Cold Process. 

Nossa 1ª Forma de Madeira
Nossa 1ª Forma de Madeira

Se você quer que seu sabonete passe pela fase gel sem dificuldade, então a madeira é a escolha mais óbvia. As formas de madeira isolam a temperatura do sabão como nenhum outro material. Você poderia enrolar uma toalha em volta do molde apenas por segurança (ou se a temperatura ambiente estiver muito baixa), mas acho que a própria madeira mantém meu sabão quente o suficiente para passar pela fase gel por completo.

Contudo, grande desvantagem dos moldes de madeira é que eles precisam ser forrados com papel manteiga ou você pode comprar uma forma que já possui revestimento interno de silicone. Aqui no Espiral usamos o papel manteiga, e normalmente conseguimos reaproveitar o papel de um sabonete para o outro, principalmente no Hot Process. É possível picar o papel manteiga bem pequeno e colocar na composteira como matéria seca. A forma de madeira com silicone tem o benefício de poder ser reutilizada por muitas vezes, bastando apenas lavar. Porém se o silicone for muito fino ou de má qualidade ele logo rasga nas beiradinhas, então vale a pena se atentar à esse detalhe.

Personalizada

Como o molde de madeira foi o que a gente mais gostou de trabalhar, pedimos para um amigo marceneiro que o reproduzisse em um material melhor, mais leve e resistente (compensado naval). Esta forma já possui o molde de corte padrão de 2cm e você pode usar uma faca sem serra para cortar o seu sabonete na própria forma. 

Se você curtiu essa idéia, pode comprar sua forma em nossa loja virtual!

Moldes de madeira não são recomendados para quem faz Melt and Pour, que é o processo que derrete a base glicerinada.

Silicone

Em segundo lugar estão os moldes de silicone. A grande vantagem é que você consegue comprar em qualquer lugar. Inclusive, compramos algumas das nossas formas na Amazon. Elas são bem versáteis, não precisam ser forradas e você encontra em vários formatos diferentes. São ideais se o seu objetivo é fazer sabonetes individuais temáticos. 

Se você está fazendo um Cold Process, certifique-se de isolar bastante a temperatura com ajuda de toalhas e cobertores. Em lugares mais frios algumas pessoas pré-aquecem o forno e deixam o sabonete lá dentro com o forno desligado a fim de manter a temperatura mais alta. 

Veja algumas dicas para remover o sabão da forma de silicone sem grudar:

1 – Certifique-se de sempre puxar todos os lados do molde primeiro para liberá-los do sabão e, em seguida, pressione suavemente o fundo
2 – Use lactato de sódio (2-3%) ou sal (1-2%) para ajudar a endurecer o sabão e facilitar a liberação
3 – Diminua em 10% a quantidade de água da receita.
4 – Coloque o sabão no freezer por algumas horas antes de desenformar

Outros tipos de Formas para Sabonetes

Em terceiro lugar está a forma feita com caixa de papelão. Foi a primeira que eu usei. Ela conserva mais calor do que a forma de silicone, porém é mais frágil e pouco durável. Não funciona para Melt & Pour.

Caixa de Papelão

Em quarto lugar temos as formas de acetato, particularmente nunca tinha usado, compramos apenas para testar antes de fazer esse vídeo. Funciona, mas também é um tanto frágil e pouco durável. Contudo, possibilita fazer sabonetes individuais. A grande desvantagem é que retém ainda menos calor que o silicone, o que pode atrapalhar no alcance da fase gel em um Cold Process

Forma de Acetato

Por fim, existem também as formas de acrílico. Entretanto, eu não tenho nenhuma experiência com esse tipo de forma, nunca utilizei. Porém existem algumas opções no mercado brasileiro. Não são muito baratas, porém são muito utilizadas quando se quer ter certeza de que seu design está saindo conforme o planejado. Não são indicadas para sabonetes duros, como o caso do 100% Coco, pela dificuldade de desenformar após endurecer. 

Aqui tem um vídeo onde falamos sobre o assunto:

E você? Qual é o seu tipo de forma para sabonetes favorita? E qual menos gostou de usar? Nos conte um pouco mais sobre sua experiência!

Dessa forma, esperamos que você tenha gostado desse post e qualquer dúvida ou sugestão você pode deixar um comentário.

Então a gente se vê no próximo post! Até lá.

Por Marcella Lemos e Ana Velho. 

Publicado por:Espiral de Ervas

feito por Marcella Lemos e Ana Velho

Deixe uma resposta