Olá, hoje falaremos um pouco sobre Sabonetes com Alimentos Frescos, um tema bastante controverso na Saboaria Natural, que certamente gera muitas dúvidas mesmo em pessoas com bastante prática.

Adicionando Leite / Iogurte de Coco
Adicionando Leite / Iogurte de Coco

Sabonetes com Alimentos Frescos

Quando pensamos em colocar alimentos frescos no nosso sabonete a primeira preocupação que vem em nossa mente é se nosso sabonete não irá estragar rapidamente. Contudo, o pH elevado do sabonete natural ajuda a protegê-lo da proliferação de bactérias e mofos. Isso porque esses microrganismos precisam do pH ácido para promover o processo fermentativo.

Só para exemplificar, ao adicionar um ingrediente fresco ao sabonete, você também adiciona açúcares, óleos e água em quantidades variáveis, dependendo do ingrediente. Por exemplo, adicionar morangos adicionaria açúcar e água à sua receita, enquanto pepino adicionaria principalmente água, e abacate adicionaria gordura e pouca água, mas quase nenhum açúcar. Assim sendo, como essas adições mudam a formulação global do sabonete, adicionar ingredientes frescos é considerado uma técnica avançada.

Testes e mais testes 

Se você é um iniciante na saboaria, sugiro fazer alguns lotes primeiro, sem alimentos, para ver como o sabonete “normal” se comporta antes de começar a alterar e ajustar as receitas. Lembre-se de que fazer sabão é uma ciência. Assim, se você alterar a receita, alterará a reação química entre a soda cáustica e os óleos. 

Cada ingrediente adicional terá um impacto sobre essa reação química, Dessa forma, você precisa considerar como esse ingrediente irá alterar o processo de saponificação e as propriedades do sabão, e em como isso afetará o design ou a técnica de sabão que você usará. Adicionar açúcar ao sabão irá acelerar o traço e aumentar a temperatura durante o processo de saponificação.

Semelhantemente, adicionar um ingrediente que contenha gordura, como abacate, aumenta o teor de óleos da fórmula, o que afetará a proporção de sobreegorduramento do sabonete. Isso pode ter um impacto se você já estiver usando um superfat alto, deixando muitos óleos sem saponificação, o que pode levar a DOS (temidas manchas laranjas) e ranço dos óleos.

 Por outro lado, se você estiver trabalhando com um alimento que contenha muita água, como o caso do pepino, você aumentará o teor geral de água da fórmula. Muita água no sabonete pode deixá-lo macio e levar a períodos de cura mais longos. Além disso, o líquido extra também pode criar rios de glicerina no sabonete, um problema estético que não afeta o sabonete em si, mas há quem que esse efeito o torna menos ‘bonito’. 

Dicas

Em geral, sempre calcule os ingredientes extras em sua fórmula e adicione um desconto de água em sua Lixívia (água + Soda Cáustica). Eu uso um desconto de água de um para um. Portanto, se eu adicionar 50g de ingrediente fresco, usarei 50g a menos de água na minha receita de sabonete. E, por último, use ingredientes frescos que você mesmo prepare (batidos em forma de purê). Os purês comprados em lojas geralmente contêm aditivos extras indesejados, como espessantes, conservantes, etc.

A principal preocupação ao incorporar frutas e vegetais ao sabonete é garantir que estejam intimamente misturados para que a alcalinidade desempenhe sua função conservante. Se as partículas de alimentos forem grandes, elas podem abrigar mofo ou bactérias. Em síntese, isso significa dizer que frutas e vegetais frescos devem ser preparados na forma de suco ou purê. Uma vez que possuem quantidades significativas de água, é apropriado considerá-los como um substituto total ou parcial da água de uma fórmula de sabão.

Normalmente usamos de 1 a 2 colheres de sopa de purê para cada 500 gramas de óleo utilizado na receita. 

Validade


A validade destes sabonetes com alimentos frescos varia de acordo com seu estado de conservação. Em resumo, o ideal é que seja usado nos primeiros 6 meses, para usufruir de todas as propriedades. O sabonete natural dificilmente estraga depois de seis meses, mesmo os que contém alimentos frescos em sua formulação, mas vale ressaltar que seu armazenamento deve ser em local ao abrigo de luz solar, fresco e longe de umidade.

Acompanhe também ao vídeo que fizemos sobre esse tema:

Aqui no canal já fizemos alguns Sabonetes com Alimentos Frescos, como por exemplo o Cold Process com Pepino e Hot Process de Cenoura e alguns com Bebidas como o Hot Process de Vinho e o Hot Process de Cerveja.

E então, o que você achou desse conteúdo informativo? Você tinha dúvidas sobre como fazer uso desses elementos frescos no seu sabonete natural? Já usou alguma vez? Nos conte sua experiência!

Em suma, esperamos que você tenha gostado desse post e qualquer dúvida ou sugestão você pode deixar um comentário.

Então a gente se vê no próximo post! Até lá.

Por Marcella Lemos e Ana Velho.

Referências Bibliográficas

Kevin Dunn. Get Fresh With Me – Using Food in Cold Process Soap. Acesso em: 03 dezembro 2021.

Soap Queen. How to Add Purees to Cold Process Soap. Acesso em: 03 dezembro 2021.

Melanie Teegarden. Using Fresh Produce as Soap Ingredients. Acesso em: 03 dezembro 2021.

In my Soap Pot. How to add fresh ingredients to soap. Acesso em: 03 dezembro 2021.

Publicado por:Espiral de Ervas

Por Equipe Espiral de Ervas

5 comentários sobre “Sabonetes Natural com Alimentos Frescos

  1. Adorei o post! Muito obrigada!! Já fiz o sabonete de cerveja seguindo a receita de vcs, eu adorei, só achei que demorou um pouco pra secar

  2. Olá! Adoro o blog de vocês! Façam uma receita de sabonete utilizando o purê de abacate. Eu sempre fico na dúvida na hora do cálculo pois o abacate contém tanto água quanto gordura.

Deixe uma resposta