Olá, no post de hoje estaremos conhecendo o ingrediente Ácido Salicílico, certamente muito utilizado na indústria cosmética, principalmente como ativo em produtos como shampoos, sabonetes líquidos, emulsões, tônicos e séruns.

Nós já fizemos um Gel Facial para pele Oleosa / Acneica usando o Ácido Salicílico, você já assistiu? Se perdeu, corre e confere aqui. Falamos superficialmente sobre o ativo, mas hoje vamos dar um mergulho mais profundo.

A saber o Ácido Salicílico  possui função queratolítica e comedolítica e seu uso é comum em produtos direcionados para cuidado de condições cutâneas como queratose, acne, fotoenvelhecimento e peles oleosas. São produtos direcionados quando se deseja remoção de materiais específicos da epiderme, já que o Ácido Salicílico auxilia na remoção de células mortas da superfície da pele e no tratamento da acne, pois auxilia a desobstruir os poros, além da possível ação antimicrobiana e anti-inflamatória.

Ingrediente Ácido Salicílico

O Ácido Salicílico é derivado de Cascas de Salgueiro (Willow Bark) e dessa forma, pertence a uma classe de ingredientes chamada de salicilatos  (salicylates).

Sua estrutura é um tanto complexa, mas entender sobre ela é importante para saber porquê e como ela funciona tão bem. Primeiramente, quando falamos de produtos para a pele, existem duas classes de ácidos que vemos com frequência:

  1. Beta Hidroxiácidos (BHAs)
  2. Alfa Hidroxiácidos (AHAs). 

O Ácido Salicílico se enquadra na classe dos Beta Hidroxiácidos, isso significa que a parte hidroxi da molécula é separada da parte ácida por dois átomos de carbono. Em contrapartida, os AHAS são separados por um átomo de carbono. Só para exemplificar, alguns ingredientes conhecidos dessa classe (AHAs) são o ácido glicólico, o ácido lático e o ácido málico.

Por conta dessa estrutura, o Ácido Salicílico é mais lipossolúvel e assim consegue penetrar dentro dos poros da pele. Ambas as classes de ácido têm propriedades esfoliantes, porém os AHAs são hidrossolúveis. 

Além da propriedade esfoliante, o Ácido Salicílico é um agente regulador de sebo. Ele consegue penetrar profundamente na pele e uma vez que penetra, sua parte ácida pode dissolver os restos da pele que obstruem os poros, desobstruindo-os. Além disso, age como um anti-inflamatório e então ajuda a diminuir a inflamação das espinhas e elas desaparecem mais rapidamente. Por fim, também ajuda a evitar a contaminação de bactérias e fungos, assim como é capaz de remover as células mortas, atuando fortemente na Renovação Celular.  Em formulações, o Ácido Salicílico pode ser usado sozinho ou combinado com outros AHAs.

Informações Técnicas

Peso molecular 138,12
Solubilidade em água: a 20ºC – 0.18% 
                                              a 40ºC – 0,41%
                                              a 75ºC – 1,7%
Solubilidade em Etanol: a 20ºC – 13,8%
Solubilidade em Glicerina: 1,63%
PH (solução aquosa saturada): 2,4

Sua apresentação é um pó fino branco
Sua apresentação é um pó fino branco

Dicas para Formular usando o Ingrediente Ácido Salicílico

Fique atento ao pH da formulação, visto que é um fator crítico que afeta drasticamente a solubilidade e a eficácia do produto. Buscamos, para um melhor resultado, um  pH entre 3 e 4.

Evite usar materiais à base de ésteres que possam hidrolisar. 

É recomendado usar algum quelante para evitar a descoloração da formulação por conta do contato com traços de ferro. Só para exemplificar, o Gluconato de Sódio é um agente quelante muito usado na Cosmética Natural, constituindo 0,1% da formulação.

Para usar o Ácido Salicílico em uma solução aquosa é necessário solubilizar ele previamente. Aqui, no Espiral de Ervas, gostamos de solubilizar utilizando Glicerina e Lactato de Sódio, pois são matérias-primas acessíveis e que não são agressivas com a pele como o Etanol. 

Solubilização
Solubilização

O Ácido Salicílico é Seguro?

Segundo o Painel de Especialistas do CIR, em reavaliação feita em 2019, o Ácido Salicílico e 17 outros ingredientes de salicilato são seguros em cosméticos nas práticas atuais de uso e concentração, quando formulados para serem não irritantes. Esta conclusão substituiu a conclusão de 2003. 

Por fim, assista ao vídeo que fizemos falando um pouco sobre o ingrediente Ácido Salicílico:

E então, o que você já conhecia o ingrediente Ácido Salicílico? Já usou algum cosmético com essa ativo? Já fez alguma formulação usando ele? Nos conte sobre sua experiência com esse ingrediente incrível!

Em suma, esperamos que você tenha gostado desse post e qualquer dúvida ou sugestão você pode deixar um comentário.

Então a gente se vê no próximo post! Até lá.

Por Marcella Lemos e Ana Velho.

Referências Bibliográficas

Cosmetics Info. Salicylic Acid. Acesso em: 17 janeiro 2022.

Journal of Cosmetic Dermatology. Original Contribution: Three clinical studies showing the anti-aging benefits of sodium salicylate in human skin. Acesso em: 17 janeiro 2022.

UL Prospector. Salicylic Acid: Origins, Formulation Strategies & Delivery Forms. Acesso em: 17 janeiro 2022.

Publicado por:Espiral de Ervas

feito por Marcella Lemos e Ana Velho

3 comentários sobre “Conhecendo o ingrediente Ácido Salicílico

  1. Será que dá para fazer um shampoo pastilha com ácido salicílico? Fiquei aqui super curiosa porque seria fantástico para o tratamento da caspa e seborreia. Vocês arrasam meninas! Parabéns pelo trabalho! Beijinhos

Deixe uma resposta